Funções cognitivas

Muitas vezes, pode ser difícil perceber a diferença entre as alterações do processo natural de envelhecimento, com sintomas referentes ao aparecimento de uma doença cognitiva.

Embora o progresso científico e a preocupação médica tenham melhorado no que respeita à Demência, existe ainda um número significativo de pessoas cujo diagnóstico é feito numa fase muito avançada da doença.

Diagnóstico

Se de alguma forma, as alterações interferirem na vida quotidiana da pessoa, é aconselhável o recurso a uma consulta médica. Só após avaliação clínica, é possível iniciar o processo de diagnóstico diferencial.

Assim, o papel dos clínicos gerais torna-se crucial na deteção dos primeiros sinais de demência e no encaminhamento imediato para consultas da especialidade, permitindo um diagnóstico precoce.

O diagnóstico precoce possibilita à Pessoa com demência e aos seus cuidadores organizarem e planearem a sua vida futura.

Principais sintomas

Lembre-se que cada pessoa é única e experimentará os sintomas de demência de modo igualmente único. A família e amigos poderão preocupar-se com os seguintes sinais de alerta:

Normalmente é a memória a curto prazo que é afetada. Por exemplo, a pessoa pode esquecer-se do que ocorreu mais cedo nesse dia, ou pode não ser capaz de recordar os assuntos das conversas que estavam a ter;

a pessoa com demência pode, por exemplo, ter dificuldades em tomar decisões, resolver problemas ou lidar com uma sequência de tarefas (como preparar uma refeição);

A pessoa pode sentir-se triste, assustado ou zangado com a sua situação. Pode ter mudanças abruptas de humor sem motivo aparente;

Pode tornar-se difícil encontrar as palavras certas numa conversa ou não conseguir dizer o nome dos objetos, tendo que descrever o que o objeto faz em vez de usar o seu nome; pode também deixar de reconhecer objetos, não saber o que são nem para que servem e ter dificuldade de compreensão.

Pode surgir dificuldade em calcular distâncias (como a conduzir um automóvel), em ver objetos em três dimensões ou esquecer-se do caminho para casa;

Por exemplo, perder a noção dos dias ou das datas, esquecer datas significativas (por exemplo, deixar de saber quando é o Natal) ou confusão com o local onde se encontram, insistindo, por exemplo, que não estão em sua casa quando o estão;

A pessoa com demência sente dificuldade em manter a sua rotina diária e as suas atividades autonomamente, necessitando de estímulo constante para as fazer e supervisão ou ajuda.

sintomas
Voltar atrás